28 de janeiro de 2014

Amor Às Almofadas

Simplesmente AMO almofadas! AMO!

Retangulares, quadradas e especialmente, redondas.
De tricô, crochê, patchwork, feltro, até dos bons e velhos fuxicos. Todas me passam aquela sensação de aconchego e de volta pra casa que eu tanto adoro.

No Pinterest as fotos são de enlouquecer: há pra todos os gostos e habilidades!

E como minha habilidade maior é no crochê, como vcs bem sabem, optei por este modelo, estilo mandala, todo em ponto alto:




Fiz duas pra minha sala! (Obs.: Sou só eu ou vocês também acham que almofadas têm que ser sempre aos pares?!)

receita free encontrei neste blog: "Easy makes me happy", através do Pinterest (parece que o blog mudou de nome e não encontrei agora o link pra esta receita, mas vou tentar de novo).

A almofada da Lucy, aqui, foi uma das minhas primeiras paixões quando me iniciei no mundo dos blogs (por volta de 2007!) e até hoje dou uma espiada nesse modelo de vez em quando (como em todos os posts dela, aliás... rs). Adoro os tons de rosa e azul que ela usa, mas na hora de combinar com a decoração da minha casa sempre acabo optando por coisas menos coloridas...

E como eu estava entusiasmada com amarelo e cinza, estas foram as cores da vez.


Aqui a parte de trás, que fiz em apenas um tom (claro que pra ficar mais fácil...) :)

O recheio é de plumante (minha mãe comprou e costurou o forro). Mais uma vez, obrigada, manhêêêê!!

Tentei encontrar pronto o recheio já nesse formato, mas não consegui...


Gostei desse efeito no meio, estilo "botonê". (interessante que sempre fico em dúvida quanto a "botonê" ou "capitonê" e eis que descobri a diferença aqui; são ambos estilos parecidos utilizados em tapeçaria/estofado, sendo que o botonê se diferencia pelo uso do botão no "afundamento" e o outro pode ter apenas a costura. Aprendi mais uma!).

Na receita original ia mesmo um botão no centro, mas achei que sem ele seria mais confortável pra encostar a cabeça.
Pra fazer, é só colocar um fio numa agulha grossa de costura e puxar, atravessando e saindo pelo lado de trás da almofada (depois de já pronta e fechada); então dar um nó e passar por dentro para não aparecer (numa delas, aliás, esse nó soltou... preciso refazer).

E claro: a cereja do bolo, ou, nesse caso, o grellot da almofada!! Esses pomponzinhos lindos pra contornar! Sou viciada neles e coloco em tudo o que é projeto. São vendidos por metro, em tiras, em qualquer armarinho, e são fáceis de aplicar: eu dou pontos à mão mesmo com uma linha mais fina na mesma cor.

As duas almofadas são iguais, só muda o grellot: numa é branco, noutra amarelo. É definitivamente minha parte preferida!

Os fios eu misturei: um pouco de Bella do meu estoque e um tanto de Anne (2 fios de cada e agulha de crochê 3,5).

Pras fãs de almofadas como eu, que tal estas e estas?

Um grande abraço e ótima semana!

3 comentários:

Thainá disse...

Ficaram lindas e gosto das misturas de cores, parabéns!
E também aprendi a diferenca entre "botonê" ou "capitonê" ?!!!
bjus
Thainá Knechtel
http://thainaagulhadecroche.blogspot.de/

Marlene Rodrigues disse...

Eu também adoro almofadas e estou sempre a pensar fazer mais alguma.
E acho que por isso nunca faço aos pares, gosto de tantas!
As suas ficaram muito bonitas e gosto das cores,também já fiz uma nessas tons.
Adoro!
bjs

Norminha disse...

Olá Claudia!

Gostei da simplicidade e efeito decorativo das suas almofadas.
E o "menos que se tornou mais" ! rs...
Bom final de semana.
Abraço,

Norminha