7 de abril de 2008

Compartilhar

Com este friozinho chegando, as agulhas de tricô dão início a um processo de despertar, não é mesmo? Pelo menos as minhas, sim! É como se tivessem dormido um sono profuuuuunnndooo e reparador e agora começassem a se ajeitar na cesta para mais uma temporada de trabalho...

Pois bem, já que é assim, pensei em colocar aqui algumas dicas e ajudinhas às "tricoteiras do ano todo" ou às "sazonais e aspirantes a tricoteiras como eu"... mesmo que a gente só tricote gorros, ou os "campeões de facilidade": cachecóis!! e fique só apreciando a beleza dos trabalhos mais elaborados por enquanto, já é muito bom! Tenho algumas listas de termos traduzidos do inglês, dicas das experts no assunto e algumas receitinhas de pontos muito simples, que pretendo ir postando conforme os ventos frios forem se instalando...

E nos dias mais quentinhos, em que as agulhas de tricô não apetecerem tanto, vou disponibilizar meus moldes, riscos para bordados etc., que é o que pretendo fazer desde que comecei este blog.

Ou seja: a palavra do dia é "compartilhar". Porque penso que blog é pra isso: dividir, ensinar, aprender, trocar. Só exibir os trabalhos com medo de que os outros copiem não faz muito sentido pra mim. Já pensou se todas as pessoas que sabem alguma coisa resolvessem se fechar e não passar adiante o conhecimento que adquiriram??!! Cruz credo!! Estaríamos perdidas, não é?

Então vamos contar com a ética das pessoas "envolvidas", indicando o crédito de quem fez o trabalho, ou a fonte de onde tirou a receita ou imagem. E nisso as coisas vão se misturando, o saber de uma com o saber de outra, uma inspiração aqui, outra ali, um arremate aqui, outro acolá e temos uma imensa colcha de retalhos, quente e acolhedora, em que estamos por inteiro e nos pedacinhos também.

Portanto, compartilhemos! E bons trabalhos!!!


4 comentários:

Júnia Flores disse...

Olá Cláudia! Alegria em receber seu post. Obrigada por gostar de meu blog. O seu é muito bonito!
Quanto às traduções pode postar sim, sem problemas o que você quizer sobre o assunto. Bom mesmo é ajudar. Fique à vontade.
Abração!

Oficina das Linhas disse...

Oi Cláudia!

Fui eu que fiz sim... Bom, as letras eu pedi para o meu marido fazer em papel vegetal, ele tem muito jeito, eu não consigo escrever assim bonitinho... O bordado, ao principio não saía tão certinho, mas depois tentei com uma agulha de bico bem fininho, ela espeta bem em cima do risco e vai sempre certinho. Também ajuda, para mim pelo menos, usar o bastidor, o tecido fica esticado e facilita...

Ajudou?

Beijinhos ♥

Ana Luisa, disse...

Olá Cláudia!
Com esse friozinho dá mesmo vontade de fazer tudo, ou melhor, case tudo que vejo por aí, mas no meu caso estou devagar quase parando mesmo, já que minha mão não anda nada boa. Contudo, mesmo "ruimzinha", cedo alguns minutos ao meu vício.

Muito legal seu blog! Parabéns!
Beijinhos
Ana

Judy disse...

Que belo texto, muito bom podermos compartilhar além das receitas as idéias e opiniões.
Cheguei aqui lendo um comentário seu no Tessituras e acabei descobrindo um espaço maravilhoso.
Foi um presente chegar nestas "linhas imaginárias".
Meus sinceros cumprimentos pelo blog tão bem cuidado, tenho mais um ótimo lugar prá visitar e aprender.
Um abraço,

Judy